sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Podes ir

Não
Não é nada demais dizer
Não é nada demais mentir
Não é nada demais tentar
exprimir

Não
Não é mais pra fazer
Não é mais pra dizer
Não é mais pra querer
coisa alguma

Creio nos céus e na terra
No que está e no que será
Mas não sei o futuro

Vi
mas não vim
venci? Nada.

Li a carta e gostei
Palavras sutis
Letra caligrafada
Nada de significado
Disse tudo
E não me tocou em nada

Você é distante
e continua.

Vai.

Nenhum comentário: