sábado, 24 de setembro de 2011

Marujo das olheiras de farra

Essas suas olheiras de farra fascinam-me e afastam-me.
Essas suas olheiras de farra noturna são tua parte Capitu e os olhos de ressaca.
Sorriso meio de lado e um olhar 43, 44, 45...nem sei mais...já me perdi.
Já me perdi em tudo.

Alma é uma palavra que flutua.
E você me contou que no povo guarani o signo que designa alma
é o mesmo que designa palavra.
Palavra é alma!
As palavras flutuam no ar.
Minhas palavras nadam pelo ar antes de entrar pelos seus ouvidos
e se perderem no caminho pro teu coração.

Apaixonei-me por essas tuas olheiras de marujo perdido
no mar...no mar cinzento da cidade...

E agora estou aqui
eu
perdida em ti.

Nenhum comentário: