sábado, 18 de fevereiro de 2012

7:19

Amor de aeroporto
não tem fim.
Só vai embora
vai voando
para longe de mim.

Amor de aeroporto
não é ilusão.
Só fenece, devagarinho,
quando o sol nasce
desfazendo a névoa
iluminando o avião.

Amor de aeroporto
não morre.
É destruído, calmamente sugado
digerido pelas turbinas
em calorosas ventanias
do áureo avião.


"Tristeza não tem fim
Felicidade... sim."

Um comentário:

Naaman disse...

Muita coisa pra comentar... Mais tarde chego lá.