sábado, 26 de setembro de 2015

Animus

Quatro braços sob meus braços dançam violentamente. As mãos hinduístas me confundem. Eu, Shiva. Eu, tocando o mundo inteiro feito música esferográfica.
Dançando em volta da fogueira. Cabelo chamuscado. Dançando em volta do mundo inteiro. Mulher satélite. Eu, sol.
Eu, meu centro.
Eu sobre minha cabeça. Trono-ori.
Sobre mim, apenas Oyá
olha.
Mariana Belize

Nenhum comentário: