sábado, 19 de setembro de 2015

Om

acorde-me do sono da vida
leve-me ao mistério total do Uno
depois afogue-me num mar de Graça.

ainda não convicta
eu te desafiarei sob a Árvore.
depois esmagarás meu espelho.

e eu, recém-desistida do espanto,
dormirei no teu colo.

Om

/belize/

Nenhum comentário: