sexta-feira, 25 de setembro de 2015

pintando pra esquecer a poesia


sinto medo
quando descubro
que a tinta é o sangue
da poesia
calada.
/belize/

Nenhum comentário: