sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Duna

escrevo tudo para tua música
pois não sei escrever música
pois não sei fazer música
pois não sei te distrair do absurdo do mundo

e não sirvo pra nada
a não ser
pra te ouvir.

Nenhum comentário: