quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Luto

todos os espelhos cobertos de panos brancos
e nada de raios dentro de casa, menina
a tempestade está lá fora
e do céu caem luzes e lágrimas
eu não sei porque o tempo chora
mas sei que lacrimejam meus olhos amarelos
quando vejo o sol se pondo
eu lamento a chuva como também me embriago de vento
e dentro mesmo do dia, as estrelas são fracas e não vencem o céu
não sei onde vou chegar com nada disso
mas não quero cobrir espelhos mais, vó
deixa o raio entrar
e arder nossa casa
deixa o raio bater
e queimar as fotografias

nossa família já está acostumada
às tragédias, não é, vó?
não é?

Nenhum comentário: