sexta-feira, 30 de outubro de 2015

mil coisas, mil coisas

mil coisas que eu devia ter dito
naquelas horas
passantes distraídas pelas ruas
e eu olhando pra fora
as mil coisas que eu devia ter dito
naquelas horas
rolando por cima da minha cabeça
correndo feito tratores de ideias
e eu deitada, estatelada
olhando tua cara
nas mil coisas que eu devia ter dito
suspensa acima das faces ocultas
meu sorriso era uma chama morta
as cinzas espalhadas pelo ar condicionado
que todos respiravam
eram também
as mil coisas que eu devia ter dito
as mil coisas que eu devia ter dito
as mil coisas que eu devia ter dito
só pra você me amar.

Nenhum comentário: