quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Noiva jurada

Perdi-me de ti
e de outros carinhos lancei mão
a fim de curar meu desespero...
longe de ti, a chuva tornou-se
amargo pranto
e meu peito encheu-se de clamores...
Ó Noivo, amado meu, onde estás
que não respondes?

/belize/

Nenhum comentário: