segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Quereres

sonhei com um pássaro
que me dizia:
amar é desejar
e desejar é
não ter...

citei aristófanes
e o pássaro riu
machadianamente
me achando boba
muito, muito bobinha
naive cabra tonta

o banquete estava posto
dentro do meu peito
e a Verdade não alcançava
os deuses

beijei o pássaro
ele partiu

e eu o amo
cada dia mais

por não tê-lo
preso
na gaiola de ouro
do meu divino peito.