sábado, 23 de janeiro de 2016

Perseguição

Não há ninguém no mundo
duas lágrimas passeiam
nas tuas músicas
que não ouço
Não há ninguém no mundo
o coração insone
insiste em refazer velhas
lembranças
e te sentar aqui no sofá

Não há ninguém no mundo...
só a noite imortal
e silenciosa.