terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

encontro das águas

no colchão de rosas murchas
despertei e já estava além
na arrebentação...

o canto do mar me assusta
principalmente quando se cala
e no fundo dele, na areia
não ouço minhas dores

as rosas esparsas se tornaram
brancas
e a lua vinha
gigantesca me buscar

quando me entreguei
às aguas salgadas

o coração era de um doce só
o coração era de um doce só