segunda-feira, 28 de março de 2016

Arcano 22

de tanto ser carta fora do baralho
com meus pedaços
agora sou
meu próprio Tarô

o olhar de Nefertiti
abrilhanta a primeira jogada
no dengo da Sacerdotisa
charmosa

dentro do espelho manchado
do Imperador
mora a verdade:
sua queda está próxima.

de tanto ser descartada
eu mesma levantei minha pirâmide
e, lido de Toth o livro,
nada mais faço do que observar.

dentro dos segredos de Elêusis
te vejo marchar pelas areias
a imponente espada a brilhar
no clarão da Lua

vem e clama meu nome
dizendo que sou deusa
vem e chama meu nome
apostando seu coringa

eu, feita de pedra,
o olho de rubi na testa, aberto
meu coração encara o beijo
e o Mundo cai sobre a Torre.

Fulminada de desejo,
caída pelo pranto
sou a lágrima da serpente
ferida de encanto.

Mariana Belize