terça-feira, 22 de março de 2016

Legítimo

Dor de insônia nos olhos dele
(eu vi)
prenunciava a loucura vindoura
e o perfume de suas músicas
(eu senti)
não era jasmim
era o sangue dos inocentes que clamavam
entre seus acordes.
ele era o profeta
mas ninguém ouvia as entrelinhas
mas ninguém ouvia as entrelinhas...
(eu ouvi)
Seu nome não posso dizer
mas eu sei
Seu nome não posso dizer
mas ele sabe
que eu sei.
E eu amei....
E amei...
E amei...