sexta-feira, 3 de junho de 2016

Poema

Para Ana Cristina Cesar
muda por um instante
enquanto penso em Ana
desdobro minha lágrima
em espelho dúbio

será que chovia dentro da casa dela
quando ela se entristecia?

Mariana Belize