quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Dúvida

fico agoniada porque sei que o silêncio não tem recompensa.
ela me culpava por tudo, inclusive por eu querer sempre ser vista.
egoísta, egoísta, ela berrava.
fico agoniada por ficar calada e a verdade sumir.
justiça lenta, faca amolada.
o povo amarrou meu coração no poste e imolou.
tudo corre em círculos nas minhas cabeças.
e escrevo quando tudo corre
para que as palavras não silenciem.

beijo o mundo, as cartas voam
ninguém lerá

talvez eu não tenha encarado toda maldade do mundo...
talvez.

Mariana Belize

Nenhum comentário: