sábado, 6 de maio de 2017

Largo de Euclides

Para Nonato Gurgel

pai foi que pariu o peixe da terceira margem
um rio inteiro na panela de barro
aberto, mas só quando quer.

prato quebrador de quizila desconhecida
assunto tabu que Freud explica:
sem trauma, sem trauma 
e seguimos.

a mulher do olho sementeira
será que encontra Lisbon revisited?
Versos portugueses em punhados de terra
de beira da calçada.
Três semáforos vermelhos pro poeta.

Café árabe servido por mãos de mandacaru.
Esbarro na princesa de Macadâmia
tímida, parada na porta de Dona Olga.

A rua de Olga converge em café para todos nós.
O prédio de Olga, cortiço de Lewis Carroll...
Sorriso do gato de Alice, laranjeiras
um não-sei-o-quê na rua
que me arrebenta
na madrugada.

É o livro, o café, o silêncio:
bebo o fel
daquele quarto de mim.

Mariana Belize

Nenhum comentário: