domingo, 16 de julho de 2017

Rio Escuro

meu coração, pedra de gelo
ardia ainda morto

ele, sábio
não veio de ferro
nem brasa

colocou meu coração em banho
maria
aguando meu peito em água morna
da própria lágrima.

puxou meus ombros
de dentro do lago

anestesiada
eu morria devagar
em lágrimas
afogada em mim

colocou meu coração banhado,
Maria.

puxando meus ombros de dentro do mar.
devolveu meu ar
o chão
a vela

e a vida.

Mariana Belize

Nenhum comentário: